Simule e contrate

G1


De acordo com a administração, a vítima era um homem de 67 anos que possuía comorbidades. Coronavírus Sars-Cov-2 em imagem de microscópio eletrônico NIAID-RML/Handout via Reuters A Prefeitura de Hortolândia (SP) confirmou mais um óbito decorrente do novo coronavírus nesta sexta-feira (7), totalizando 93 mortes. De acordo com a administração, a vítima era um homem de 67 anos que possuía comorbidades. Segundo o boletim epidemiológico, o paciente foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Municipal Mário Covas no dia 18 de julho, mesmo dia em que foi coletado o exame para diagnosticar a doença. A morte aconteceu no dia 31 de julho. A cidade ainda confirmou mais 24 novos casos de Covid-19, contabilizando 2.070 registros positivos. Deste total, 1.915 moradores já estão curados, 31 permanecem em isolamento domiciliar e 31 estão internados, sendo 21 em UTIs. O município aguarda o resultado de 1.087 notificações suspeitas. Destes, 1.039 estão em isolamento domiciliar e 48 pacientes seguem internados, sendo 29 em UTIs. Desde o início da pandemia, Hortolândia já descartou 1.599 casos. Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19 Infográfico mostra quais são os erros e acertos ao usar a máscara G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Em tratamento em uma ala dentro da própria instituição, oito idosos finalizaram o tratamento e foram recebidos com festa por funcionários e outros moradores. Idosos residentes em asilo de Borda da Mata recebem alta da Covid-19 Oito idosos residentes em um asilo de Borda da Mata (MG) que estavam em tratamento da Covid-19 se recuperaram da doença e receberam alta na tarde desta sexta-feira (7). Eles estavam em uma ala isolada dentro do próprio Lar Monsenhor Pedro Cintra. Imagens mostram os idosos sendo recebidos com festa por funcionários e pelos outros internos do lar. Todos demostraram estarem muito felizes e emocionados com o momento. Desde o início da pandemia, sete funcionários e 18 internos testaram positivo para a Covid-19, sendo que seis internos morreram em decorrência de complicações do coronavírus. Idosos residentes em asilo recebem alta da Covid-19 em Borda da Mata (MG) Reprodução/EPTV A direção do asilo disse que está tomando todos os cuidados de prevenção e que também continuam as testagens para monitoramento de possíveis contaminações pelo vírus. A casa de repouso tem agora uma única idosa que se recupera da infecção em um quarto isolado, mas, de acordo com a instituição, passa bem e está fora de perigo. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
Ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, participou do debate de lançamento de 'Liberdade Igual', do advogado constitucionalista Gustavo Binenbojm. Advogado Gustavo Binenbojm lança livro em live Os avanços do conceito de liberdade e os riscos a que este valor está sujeito foram tema do lançamento do livro "Liberdade Igual", do advogado constitucionalista Gustavo Binenbojm. O evento, nesta sexta-feira (7), reuniu o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), o jornalista Merval Pereira e o editor e jornalista Roberto Feith. Na obra, Binenbojm aborda cinco dimensões relacionadas ao conceito de liberdade em termos jurídicos: liberdade de expressão, religiosa, política, de iniciativa econômica e existencial, ou seja, de escolhas pessoais. Durante o lançamento, eles discutiram as perspectivas contemporâneas do conceito de liberdade e os desafios desse valor fundamental. Uma das questões debatidas foram os riscos à liberdade em meio ao ressurgimento de autoritarismos no mundo, o que o ministro Barroso classificou como "recessão democrática". No evento, Barroso afirmou que, diante de "manifestações orquestradas e financiadas" contra instituições democráticas, a democracia tem que atuar em legítima defesa, mas é preciso ter atenção para que não se ultrapassem limites que possam comprometer a liberdade. "A preocupação que tenho é quando você produz manifestações orquestradas e financiadas destrutivas das instituições", afirmou o ministro, que tratava das manifestações em redes sociais. "Quando elas se orquestram para destruir as instituições, aí a democracia tem que atuar em legítima defesa. Esta linha é uma linha que nós precisamos olhar com muita atenção porque a democracia pode e deve se defender mas não pode ultrapassar determinados limites sob pena de comprometer a liberdade. E eu acho que nós estamos nesse exato momento no Brasil: o desenho dessa linha, que talvez não seja nítida, e menos ainda fixa, mas estabelecer qual limite em que a democracia pode atuar em legítima defesa e a partir de qual limite você está cerceando a liberdade de quem pensa diferente", declarou. Como advogado, Binenbojm defendeu diante do STF causas relacionadas diretamente ao tema da liberdade — a liberação de biografias não autorizadas e a derrubada da censura ao humor e à crítica jornalística em período eleitoral. O advogado ressaltou também que o tema da liberdade avançou durante a redemocratização do Brasil e que, para isso, contou com a participação fundamental do Supremo Tribunal Federal em decisões históricas — como a que reconheceu a união homoafetiva e a garantia dos direitos fundamentais aos homossexuais. Segundo o ministro Barroso, não há um risco real ao qual as instituições não possam resistir, " sobretudo nós que já vivemos momentos dramáticos da vida brasileira, de verdadeira falta de liberdade". Para ele, os ataques que a democracia e as liberdades sofreram no Brasil tiveram uma reação "vigorosa" da sociedade, de partidos, de formadores de opinião e da imprensa. "De modo que eu acho que, diante da ameaça, a democracia deu o sinal do seu vigor. Eu não estou totalmente tranquilo, mas eu não acho que nós estejamos sob ameaça real de perda das liberdades em nenhuma dessas dimensões a que o Gustavo se refere no livro dele", declarou.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina.

Fotos desta sexta-feira (7) ao redor do mundo. 7 de agosto - Ativistas LGBT bloqueiam passagem de carro da polícia que transporta ativista em Varsóvia, Polônia Janek Skarzynski/AFP 7 de agosto - Ativista sobe em carro da polícia para protestar contra a detenção de ativista LGBT em Varsóvia, na Polônia. O incidente ocorre em meio a tensões crescentes na Polônia entre ativistas LGBT e governo conservador que se opõe aos direitos LGBT Czarek Sokolowski/AP 7 de agosto - Pessoas caminham por edifícios danificados em um bairro próximo ao local da explosão de terça-feira que atingiu o porto de Beirute, Líbano Felipe Dana/AP 7 de agosto - Equipes de resgate procuram sobreviventes depois que um avião da Air India Express com 191 passageiros sofreu um acidente ao pousar no aeroporto de Calicute, no sul da Índia, nesta sexta-feira (7) Favas Jalla/AFP LEIA MAIS 7 de agosto - Pessoas seguram cruzes em memória das 100 mil vítimas da Covid-19 e contra o governo Bolsonaro, em São Paulo Amanda Perobelli/Reuters 7 de agosto - Homem caminha em frente a tela projetando velas em homenagem aos mortos por Covid-19 durante o 482º aniversário da cidade de Bogotá Juan Barreto/AFP 7 de agosto - Banhistas lotam a praia em Brighton, na costa sul da Inglaterra Glyn Kirk/AFP 7 de agosto - Manifestante palestino atira pedras nas tropas israelenses durante protesto contra os assentamentos judeus e o plano de Israel de anexar partes da Cisjordânia ocupada, perto de Ramallah Mohamad Torokman/Reuters 7 de agosto - Visitantes usam máscara na reabertura de aquário na cidade de Taoyuan, em Taiwan, nesta sexta-feira (7) Ann Wang/Reuters 7 de agosto - Cadetes aprendem a disparar morteiros na Academia Militar dos EUA, em West Point. A pandemia não está impedindo o treinamento de verão, os cadetes tiveram que usar máscaras este ano durante grande parte do treinamento Mark Lennihan/AP 7 de agosto - Foto aérea mostra vista da praia vermelha causada pela planta vermelha Suaeda salsa, em Panjin, na província de Liaoning, no nordeste da China STR/AFP

Índice de ocupação na capital para leitos de terapia intensiva chegou a 76,6%, somando a quantidade disponível em hospitais públicos e particulares. Santa Casa de BH Raquel Freitas/G1 Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19, considerando SUS e rede suplementar, caiu um ponto percentual e está em 76,6%. A informação foi divulgada pelo boletim epidemiológico e assistencial da Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira (7), mas se refere à véspera. Ao todo, a capital mineira tem 1.089 leitos públicos e particulares, com taxa de ocupação geral de 79,4%. No caso dos leitos de enfermaria para Covid-19, BH tem 1.664 unidades, com taxa de ocupação de 52,1%. Considerando todos os leitos de enfermaria, incluindo os não-Covid, BH tem 4.659 unidades, com taxa de ocupação geral de 66,2%. Em Minas Gerais Em Minas Gerais, a taxa de ocupação geral de leitos de UTI subiu pouco mais que um ponto percentual e está em 67,6%. O estado não divulga o número total de unidades disponíveis para Covid-19, apenas o de pacientes com suspeita da doença que, nesta sexta, eram 1.051 internados. Já no caso dos leitos de enfermaria, são 20.864 unidades disponíveis, com taxa de ocupação geral de 58%. São 1.712 pessoas internadas com sintomas de Covid-19. Initial plugin text
Agora é assim? Live discute o futuro do consumo após a pandemia Live do G1 debate como a Covid-19 afetará o comportamento dos consumidores. Participam o diretor de publicidade do Mercado Livre, Felipe Paranaguá, e a antropóloga do consumo Hilaine Yaccoub. Agora é assim? Toda sexta-feira, às 19h30, um debate sobre o que virá após a pandemia

Confira destaques do JAM 2ª Edição desta sexta-feira, 7 de agosto de 2020. Confira destaques do JAM 2ª Edição desta sexta-feira, 7 de agosto de 2020.
A flexibilização também permitiu a reabertura da praça de alimentação, que movimentou ainda mais os centros de compras da região. Com novos cuidados shoppings do Alto Tietê vão recuperando clientes As medidas de prevenção ao novo coronavírus tem dado segurança aos lojistas dos shoppings do Alto Tietê, que começam a sentir uma recuperação nas vendas, depois que puderam reabrir com a flexibilização da quarentena. Para entrar em um centro de compras de Mogi das Cruzes, primeiro é verificada a temperatura de cada cliente, e um contador mostra o número de visitantes que o espaço está recebendo. O movimento nos corredores mostra que aos poucos os clientes estão retornando. De acordo com um levantamento feito pelo shopping, nos primeiros 50 dias de operação, após a reabertura, o volume de vendas cresceu 20%. Depois de mais de quatro meses sem sair de casa, a aposentada Cira Domingues Ozaki foi ao shopping. "Este ambiente também faz falta, porque quando a gente entra no shopping, eu senti uma energia muito gostosa. Isso também faz bem para a gente", conta. Em uma loja de calçados, o retorno dos clientes já chegou aos 30%, e isso deixa a gerente Miriam Matos confiante. "Eu estava com saudade do ambiente, da humanização. A gente dá toque no cotovelo, e eles (clientes) dizem que sentem falta mesmo", conta a gerente. Em vários corredores, foram instalados totens com álcool gel e pias para a lavagem das mãos. Na raça de alimentação algumas mesas foram isoladas, tudo para garantir o distanciamento na hora da refeição. Apesar do receio, quem resolveu comer um lanche, ficou feliz com o retorno. "É bom que está voltando tudo ao normal, mas com cuidados. Estava com saudade já, é ruim ficar em casa", conta a gestora em RH Andressa dos Santos Marilene. No shopping de Itaquaquecetuba, o álcool gel e o recado do uso obrigatório da máscara também estão pelos corredores. Segundo a administração do centro de compras, o movimento de clientes vem aumentando a cada dia. Em um comparativo entre os meses de junho e julho desse ano, a alta foi de 12%. Os clientes mesmo com medo aprovam o retorno das atividades e sabem da responsabilidade quando vão visitar o espaço. "Tem que ter cautela, ir aos poucos, se adaptando, e sempre usando máscara", diz o motorista Alex Felipe da Silva. No shopping de Suzano o movimento também tem crescido nos últimos dias. Desde que a praça de alimentação foi aberta, o fluxo nos corredores e nas lojas está maior. Regiane Goes trabalha com venda de roupas femininas. Ela conta que clientes e funcionários estão tomando as precauções de combate ao novo coronavírus. "O cliente chega na loja e a gente faz a higienização da mão dele, porque às vezes eles querem entrar direto. A gente tem esse cuidado. Usa máscara. As peças são higienizadas. A gente não permite experimentar a roupa ainda", conta. No local também é aferida a temperatura e tem álcool em gel à disposição dos clientes. Os shoppings da região estão funcionando da 13h às 20h.

Projeto faz parte do Movimento AR que tem o propósito de realizar ações efetivas de combate ao racismo, ao preconceito e à discriminação racial contra negros. Nesta quinta, jovem negro foi agredido em shopping no Rio. Instituto CCP começou a realizar rodas de conversa com os segurança dos shoppings para evitar racismo nas abordagens Reprodução/ICCP A Faculdade Zumbi dos Palmares e o Instituto Cyrela Commercial Properties (ICCP) fecharam parceria, nesta sexta-feira (7), para iniciarem mudanças no protocolo da segurança privada feita em shoppings com o propósito de combater o racismo. Vão participar os shoppings Cidade São Paulo, D e Tietê Plaza Shopping, em São Paulo; o Grand Plaza Shopping, em Santo André; Shopping Metropolitano Barra, no Rio de Janeiro; e o Shopping Cerrado, em Goiânia. O projeto faz parte do Movimento AR, uma mobilização voluntária com o propósito de realizar mudanças e transformações sociais por meio de ações efetivas de combate ao racismo, ao preconceito e à discriminação racial contra negros. Em junho, o movimento lançou o manifesto "Vidas negras importam: nós queremos respirar" t De acordo com o ICCP, os seguranças serão convidados a participar de "rodas de conversa", com objetivo de "analisar e promover eventuais ajustes nos protocolos de abordagem, considerando a perspectiva de clientes, lojistas e colaboradores." José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, afirma que "a assinatura dessa parceria é muito importante para o primeiro mês do Movimento AR e para sociedade como um todo. Vem se somar aos nossos esforços junto aos poderes públicos que estamos, arduamente, trabalhando para a conscientização e efetiva mudança de protocolos policiais. Agora, com as ações do ICCP, poderemos levar a todos o que o Movimento AR prega com as possíveis adaptações de abordagens, abertura de vagas de estágio para negros e o apoio à Zumbitek." Nesta quinta-feira (6), o entregador Matheus Fernandes, de 18 anos, foi agredido e ameaçado por dois homens no Ilha Plaza Shopping, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. O jovem, que é negro, foi ao centro comercial para trocar um relógio que havia comprado para o Dia dos Pais. Câmeras de segurança da Loja Renner, no Ilha Plaza Shopping, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, registraram o exato momento em que o entregador Matheus é abordado por seguranças sem ter feito nada demais. Logo depois, o jovem foi agredido e ameaçado por dois homens, um deles com uma arma de fogo. A Polícia Civil identificou um dos seguranças como policial militar. Segundo o delegado responsável pelas investigações, as imagens mostram que o jovem sofreu o crime de racismo. Após ser abordado dentro da loja, o rapaz foi levado para a escada de emergência do shopping. Ele diz que não adiantou ter mostrado um documento de identificação e a nota fiscal que comprovava a compra do relógio. Nas imagens, é possível ver um segurança uniformizado que não faz nada para impedir a agressão. Para o reitor, esse tipo de comportamento em shoppings é muito comum no Brasil. "Esse tipo de postura por parte dos seguranças de shopping é bastante comum, mas não só nos shopping, mas em hipermercados também. Em regra, a presença do jovem negro nesses espaços é tida com reservas e por vezes o tratamento resvala na falta de respeito, preconceito", disse o reitor. Segundo ele, "as pessoas negras têm reclamado demais da forma como são tratadas nesses locais. O racismo nessa perspectiva se manifesta nas mais diversas maneiras." Jovem negro é agredido quando tentava trocar relógio em shopping do Rio de Janeiro O ICCP informou que "além de ouvir os seguranças, o Movimento AR, contratou o Data Zumbi para ouvir, a partir da próxima semana, a opinião dos colaboradores, lojistas e clientes sobre a relação de abordagem dos seguranças relacionadas à questão racial. O levantamento será feito nos seis shoppings que firmaram parceria, em São Paulo, Santo André, Rio de Janeiro e Goiânia. Com base nos dados coletados nessa pesquisa que será formulado um novo "Manual de Conduta" para nos seguranças e uma campanha de conscientização da importância dos profissionais de seguranças nesses estabelecimentos. "Precisamos educar para transformar. Elaboramos um manifesto com ações que, em alguns casos, basta apenas fazer com que as leis sejam cumpridas. Não estamos pedindo nada, queremos o direito de auxiliar a sociedade a se organizar de uma forma onde não exista distinção pela raça. Para isso a educação de nossas crianças e jovens negros é essencial, mas também a educação nos ambientes corporativos é preponderante que os profissionais sejam envolvidos e aprendam a fazer a gestão da diversidade", disse José Vicente. Vicente disse que apresentou o manifesto do Movimento AR ao ministro do STF, Dias Toffoli, ao comando da PM de São Paulo, ao procurador geral de Justiça de São Paulo, Mario Luiz Sarrubo, e ao secretário da Segurança Pública do estado de São Paulo, general João Camilo Pires de Campos, e ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

Levantamento é feito com base nas informações das autoridades de saúde Levantamento é feito diariamente. G1 O G1 traz um resumo com as informações sobre os casos da Covid-19 nos municípios da área de cobertura da Grande Minas, com mais de 30 mil habitantes. A reportagem é feita com base nos dados fornecidos pelas autoridades de saúde e será atualizada ao longo do dia. O levantamento começa com as informações de Montes Claros, maior município do Norte de Minas Gerais. Os casos nos outros municípios da região continuam sendo atualizados diariamente a partir de informações da Secretaria Estadual de Saúde. Para consultar a situação em cada local basta acessar o mapa do G1. Montes Claros: O município tem 2.459 casos e 38 mortes por coronavírus. Nesta sexta, 96 pacientes estão hospitalizados, 76 são de Montes Claros. A taxa de ocupação de leitos de UTI adultos é de 63% a dos clínicos é de 86% Araçuaí: O município confirmou 32 casos e 70 pessoas estão em monitoramento. Bocaiuva: A Prefeitura de Bocaiuva confirmou 113 casos da Covid-19, sendo 91 curados e quatro óbitos. O primeiro caso foi confirmado em 11 de maio. Idosa morre com coronavírus em hospital de Bocaiuva; ela saiu de BH para visitar familiares Brasília de Minas: O município tem 48 casos confirmados e 11 óbitos. Os dados também incluem pessoas de outros municípios. Locais de origem dos casos confirmados: Brasília de Minas, Icaraí, Montes Claros, São Francisco, São Romão, Januária, Varzelândia e Urucuia. O primeiro caso foi divulgado em 27 de abril. Curvelo: O município tem 503 casos confirmados, 17 mortes e 410 pacientes recuperados. O primeiro caso da Covid-19 foi confirmado em 29 de maio. A primeira morte de uma morador de Curvelo foi registrada nesta quinta. Trata-se de um homem de 59 anos, que tinha comorbidades. Ele estava internado na UTI do Hospital Imaculada Conceição desde o dia 16 de junho. A confirmação da Covid-19 foi feita por exame PCR e teste rápido. Espinosa: O município confirmou 149 casos da Covid-19, sendo 132 recuperados e seis óbitos. O primeiro caso foi confirmado em 11 de abril. Jaíba: O município tem 91 casos confirmados, sendo 84 pacientes recuperados e um óbito. Janaúba: O município tem 601 casos, sendo 12 óbitos e 568 recuperados. Prefeitura de Janaúba confirma primeira morte por coronavírus Com queda na arrecadação, Prefeitura de Janaúba encerra contratos de 200 servidores Januária: O município tem 43 casos confirmados, sendo 30 curados e um óbito por Covid-19. Minas Novas: A prefeitura confirmou 18 casos da Covid-19 e um óbito. Os primeiros foram divulgados em 1º de maio. Pirapora: A prefeitura confirmou 317 casos da Covid-19, sendo 227 recuperados e dois óbitos. Porteirinha: A prefeitura confirmou 157 casos da Covid-19, sendo 128 curados. O primeiro caso foi confirmado em 29 de abril. Rio Pardo de Minas: O município tem 41 casos confirmados, sendo 37 recuperados e um óbito. Salinas: A prefeitura confirmou 289 casos, sendo 259 recuperados e 10 óbitos. O primeiro é de um idoso de 74 anos, que faleceu. O município foi o primeiro e decretar 'lockdown' no Norte de MG. São Francisco: O município tem 71 casos confirmados, sendo oito óbitos e 48 recuperados. A primeira morte causada por Covid-19, ocorreu no dia 17 de abril. Taiobeiras: O município confirmou 146 casos, sendo 97 curados e três óbitos. Três Marias: A prefeitura confirmou 123 casos da Covid-19, sendo 98 recuperados e três óbitos. O primeiro caso foi divulgado em 18 de abril. Unaí: O município tem 1.439 casos confirmados, sendo 20 óbitos e 1.099 curados. Empresa agrícola chinesa contabiliza 180 trabalhadores infectados por Covid-19 Há 30 anos no SUS, médico curado da Covid-19 diz que 'nunca viveu algo parecido' e que 'doença chega sorrateiramente' Várzea da Palma: O município tem 85 casos confirmados, sendo 77 curados e quatro óbitos. Veja mais notícias da região em G1 Grande Minas.

Assista a todos os vídeos do telejornal com notícias de Santarém e Região. Assista a todos os vídeos do telejornal com notícias de Santarém e Região.

Veja todos os vídeos do Jornal Anhanguera 2ª Edição de sexta-feira, 7 de agosto. Veja todos os vídeos do Jornal Anhanguera 2ª Edição de sexta-feira, 7 de agosto.
De acordo com a prefeitura, vítimas são um idoso, de 75 anos, e uma mulher, de 58. Número de óbitos pela doença chega 146 no município. A prefeitura de Volta Redonda registrou na noite desta sexta-feira (7) mais duas mortes causadas pela Covid-19 na cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o número de óbitos pela doença chega 146 no município. De acordo com a prefeitura, as vítimas são um idoso, de 75 anos, e uma mulher, de 58. Não foi divulgado se os pacientes tinham doenças preexistentes e onde estavam internados. + Veja os número da pandemia na região Ainda segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 68 novos casos de coronavírus foram registrados em Volta Redonda. A cidade totaliza agora 3.955 paciente infectados pela doença. Destes, 2.294 são considerados recuperados, pois passaram os dias necessários em isolamento e não apresentaram mais sintomas. Volta Redonda está com 17% de ocupação nos leitos do Hospital de Campanha e 35% nos leitos de UTI da rede municipal. Initial plugin text

Batida ocorreu entre São Lourenço e Pouso Alto. Vítima, que estava no carro, foi levada para o pronto-socorro com ferimentos leves. Homem fica ferido em acidente que envolveu carro, caminhão e carretas na BR-460 Um homem de 30 anos ficou ferido em um acidente envolvendo um carro, um caminhão e duas carretas carregadas de bobinas. A batida foi na manhã desta sexta-feira (7) na BR-460, entre São Lourenço e Pouso Alto. Segundo o corpo de bombeiros, o motorista do carro ficou preso às ferragens. Ele foi socorrido com ferimentos leves e levado para o pronto-socorro de São Lourenço. A batida foi no quilômetro 78 da rodovia, um trecho de pista estreita, com muitas curvas, sem acostamento e que tem alto índice de acidentes. Os motoristas das carretas e do caminhão não se feriram. Houve derramamento de combustível. O trânsito chegou a ser interrompido, mas já foi normalizado. Homem fica ferido após acidente que envolveu carro, caminhão e duas carretas na BR-460 Reprodução/EPTV Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

Prefeituras da região atualizaram os números de óbitos por complicações da Covid-19 nesta sexta-feira (7). Mortes por coronavírus nas regiões de Sorocaba e Jundiaí em 7 de agosto Cynthia Goldsmith e Azaibi Tamin/CDC As prefeituras da região atualizaram os números de óbitos por complicações da Covid-19 nesta sexta-feira (7). Confira as atualizações: Sorocaba A Secretaria da Saúde registrou mais nove mortes por Covid-19 e contabiliza 282 óbitos pela doença, nesta nesta sexta-feira (7). A cidade recebeu a notificação de mais 147 novos casos positivos e total passou de 11.699 para 11.846. Jundiaí A Prefeitura de Jundiaí (SP) registrou mais uma morte por Covid-19 e mais 59 casos positivos, nesta sexta-feira (7). A cidade contabiliza agora 322 óbitos e 7.766 casos confirmados da doença. Itu A Prefeitura de Itu (SP) registrou mais uma morte por Covid-19, nesta sexta-feira (7). A cidade contabiliza agora 62 óbitos e 1.817 casos positivos. Votorantim A Prefeitura de Votorantim (SP) confirmou mais uma morte por Covid-19, nesta sexta-feira (7). Segundo a prefeitura, a cidade registra agora 52 óbitos e 1.695 casos positivos da doença. Campo Limpo Paulista A Prefeitura de Campo Limpo Paulista (SP) registrou mais uma morte por coronavírus, nesta sexta-feira (7). A cidade contabiliza agora 53 óbitos e 830 casos positivos. Veja mais notícias da região em G1 Sorocaba e Jundiaí

Decreto publicado nesta sexta (7) também endurece regras para atividades essenciais. Ato leva em consideração o aumento dos casos da Covid-19 na região Seridó. Caicó reduz horário de funcionamento de serviços não essenciais Marcos Moreira Devido ao aumento de casos de contágio pelo novo coronavírus na região Seridó, a prefeitura de Caicó decidiu reduzir o horário de funcionamento de lojas e serviços considerados atividades econômicas não essenciais. Também vai endurecer as regras para o funcionamento dos serviços essenciais. O novo decreto, publicado nesta sexta-feira (7), entrou em vigor para bares e restaurantes, e, para os demais estabelecimentos, as recomendações são válidas a partir de segunda-feira (10). O ato tem validade de 15 dias. A governadora Fátima Bezerra realizou uma reunião com gestores dos municípios do Seridó na quinta-feira (6). Um dos pontos discutidos foi o aumento da taxa de transmissibilidade na região. Na oportunidade, os gestores se comprometeram a aumentar a rigidez e a fiscalização para conter o avanço da pandemia. De acordo com o decreto, os serviços considerados não essenciais só podem funcionar de segunda a sábado, das 12h às 17h, em Caicó. Não é permitido o expediente interno no período da manhã. Nos feriados não haverá funcionamento. Fica proibido ainda o serviço de delivery. Pelo decreto são consideradas atividades não essenciais: Assistência eletrônica de celulares, e equipamentos eletrônicos em geral; Atividades de informação, comunicação, agências de Publicidade, design e afins; Comércios de Artigos de Festas e Bombons; Papelarias, Bancas de Revistas; Lojas de produtos de climatização; Lojas de bicicletas e acessórios; Lojas de vestuário; Armarinho; Lojas de móveis, eletrodomésticos e colchões; Lojas de departamento e magazines; Agências de Turismo; Lojas de Calçados; Lojas de brinquedos, de artigos esportivos e de caça e pesca; Instrumentos musicais e acessórios, equipamentos de áudio e vídeo, lojas de eletrônicos/informática e equipamentos de telefonia e comunicação; Joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos; Lojas de cosméticos e perfumaria. O decreto traz ainda regras específicas para o funcionamento de restaurantes e lanchonetes localizados na praça de alimentação da Ilha de Santana. Eles poderão funcionar até 22h seguindo regras como o limite de quatro pessoas por mesa e o distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas. No local é proibida a venda e o consumo de bebida alcoólica. Serviços essenciais Os serviços considerados essenciais como farmácias, supermercados, agências bancárias, postos de combustível, óticas e serviços médicos, por exemplo, podem definir o horário de funcionamento. No entanto, é obrigatório aferir a temperatura de clientes e funcionários, utilizar tapetes sanitizantes nas entradas, o uso de máscara, álcool em gel, além do distanciamento de 1,5m entre as pessoas. Em locais como casas lotéricas, é obrigatório um funcionário para organizar filas. O decreto prevê punição em caso de descumprimento das regras estabelecidas. Os proprietários podem ser penalizados com interdição por até três dias e multa na primeira ocorrência. Em caso de reincidência, multa e interdição por até sete dias. Em caso de descumprimento pela terceira vez, o proprietário pode ter o alvará de funcionamento cassado, além de pagar multa.

Pesquisadores acreditam que este recuo pode sinalizar que a cidade já passou pelo pico de contágio. Mas é preciso análises das próximas semanas para confirmação do fenômeno. Estação de esgoto inaugurada na Pampulha Pedro Triginelli / G1 Os casos estimados de infecção pela Covid-19, em Belo Horizonte, voltaram ao patamar de duas semanas atrás, com 500 mil contaminados. A informação está no boletim do projeto piloto Monitoramento Covid Esgotos publicado nesta sexta-feira (7). Na última semana, a estimativa chegou a 850 mil pessoas. O número, no entanto, é 20 vezes o divulgado pelo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde desta sexta-feira (7), de 24.436 casos confirmados. Até agora, BH teve 652 mortes pela doença. De acordo com uma das pesquisadoras, a professora da UFMG Juliana Calabria, o que ocorreu foi uma redução da carga viral presente no esgoto, o que levou à redução da estimativa. "O que acontece é que a medida que aumenta o número de casos confirmados, tem mais pessoas doentes, e o vírus está sendo transmitido mais, aumenta a carga viral presente no esgoto. Quem está infectado pode excretar nas fezes no período de 2 a 4 semanas. A partir de 15 de julho, se olhar o boletim da prefeitura, o número confirmado por dia, por semana, começou a cair. Esta redução está sendo percebida agora, nas análises do esgoto", explicou. As amostras foram coletadas entre 27 e 31 de julho. De acordo com pesquisadores, o recuo ao patamar anterior pode indicar que o pico do contágio já tenha sido atingido. Mas só será possível ter uma conclusão a este respeito após novas análises de amostra de esgoto nas próximas semanas. Mais uma vez, 100% das amostras de esgoto testaram positivo. Este fato foi verificado nas últimas oito semanas consecutivas na bacia do ribeirão Arrudas e dez semanas na bacia do ribeirão do Onça. No caso da bacia do Arrudas, chama a atenção a região Oeste da capital, especialmente onde ficam os bairros Grajaú, Salgado Filho, Gutierrez, Nova Suíça, Estrela Dalva e Buritis, com aumento percentual da estimativa da população infectada de 3% para 20%. O projeto Monitoramento COVID Esgotos é uma iniciativa conjunta da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis/UFMG), em parceria com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA), o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Segundo boletim da Sesa, estado chegou a 2.244 mortes pela Covid-19; G1 consultou a situação das cidades que não registram nenhum diagnóstico confirmado, até esta sexta-feira (7). Paraná registra mais de 87 mil casos confirmados do novo coronavírus, segundo boletim divulgado pela Sesa, nesta sexta-feira (7) AEN/Divulgação Enquanto o número de casos confirmados do novo coronavírus no Paraná chegou a 87.915, com 2.244 mortes, três municípios do estado permanecem sem nenhum diagnóstico da doença, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). O relatório da Sesa, divulgado nesta sexta-feira (7), mostra que somente os municípios de Boa Ventura de São Roque, Flor da Serra do Sul e Godoy Moreira não tiveram casos confirmados, desde o início da pandemia. O Paraná possui 399 municípios. Os primeiros casos no estado foram confirmados em 12 de março, e as primeiras mortes registradas no dia 27 do mesmo mês. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias DECRETOS: Veja o que pode abrir e o que deve fechar nas principais cidades BEM AQUI: RPC tem plataforma com estabelecimentos e serviços que estão atendendo O G1 consultou as prefeituras e secretarias municipais de saúde das três cidades. Veja abaixo, as medidas que foram tomadas em cada uma delas. Boa Ventura de São Roque De acordo com registros do governo estadual, Boa Ventura de São Roque, na região central do Paraná, tem 6.411 habitantes. A secretaria municipal de saúde informou que, mesmo sem casos da doença, publicou sete decretos em prevenção à Covid-19 e montou um comitê de operações emergenciais para tratar do assunto. Um dos decretos, segundo o município, determinou a obrigação do uso de máscaras. O comércio e serviços não-essenciais também tiveram fechamento determinado. A prefeitura informou que as aulas municipais foram suspensas e que outras atividades que podem provocar aglomerações foram proibidas. Hospitais de atendimento Os hospitais de referência que atendem a população de Boa Ventura de São Roque, caso houvessem as primeiras confirmações de pacientes com diagnóstico da Covid-19 são o Hospital São Vicente, em Pitanga, e o Hospital Bom Jesus, em Turvo. Ainda conforme o município, havendo necessidade de internamento, os pacientes devem ser encaminhados ao hospital São Vicente, de Guarapuava. Flor da Serra do Sul Em Flor da Serra do Sul, cidade do sudoeste do Paraná com 4.645 habitantes, a Secretaria Municipal de Saúde informou que equipes da Polícia Militar (PM) têm atuado na fiscalização para evitar aglomerações de pessoas em vias públicas e no comercio. Em março, início da pandemia, segundo a secretaria, o município decretou a suspensão de atividades que pudessem gerar aglomerações de pessoas. Depois, conforme o município, outro decreto determinou o fechamento do comércio considerado não essencial, pelo período de 14 dias. As atividades foram retomadas de forma gradual. Atualmente, conforme a prefeitura, o comércio está em funcionamento na cidade, com o uso obrigatório de máscara e a disponibilização de álcool gel. Aulas suspensas As aulas municipais foram suspensas, de acordo com a prefeitura, com a implantação de atividades escolares não presenciais. A prefeitura informou que disponibiliza materiais e conteúdos pedagógicos previstos na base curricular comum, para o cumprimento da carga horária mínima anual. Atendimento hospitalar Em caso de confirmação de diagnósticos do novo coronavírus, a secretaria de saúde informou que os pacientes podem ser encaminhados para o Hospital Regional de Francisco Beltrão ou para o Hospital Santa Rita de Cássia, na cidade de Palma Sola, em Santa Catarina. Godoy Moreira O município de Godoy Moreira, na região norte do estado, é o que possui menor população entre as três cidades que permanecem sem casos confirmados. São 2.996 habitantes, segundo o relatório da Sesa. A Secretaria Municipal de Saúde informou que, mesmo sem casos da doença, o município assinou decretos que determinaram restrições na abertura do comércio, que chegaram até a ter fechamento total aos finais de semana e em dias alternativos. A prefeitura informou ainda que determinou o uso obrigatório de máscaras nas vias públicas e dentro dos estabelecimentos públicos e comerciais. Também houve a suspensão das aulas municipais, segundo a secretaria, assim como foi determinado para as aulas da rede estadual. Orientação e prevenção Equipes realizaram barreiras sanitárias, com orientação nas ruas de entrada da cidade, entre março e abril. Equipes da área da saúde orientaram a população sobre os cuidados e prevenção contra a Covid-19, inclusive, com anúncios em carro de som. Em caso de surgimento de um primeiro caso de Covid-19, segundo o município, o atendimento de referência deve ser no Hospital Regional de Ivaiporã. Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Veja os vídeos do telejornal com as notícias do DF. Veja os vídeos do telejornal com as notícias do DF.
Governo estadual permite apenas o consumo noturno nos estabelecimentos para regiões que estão há pelo menos 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo. A prefeitura de Itapeva (SP) informou que atividades culturais e o consumo noturno em bares e restaurantes estão permitidos no município. Confira os números da pandemia de Covid-19 na região Segundo a prefeitura, o público terá que ficar sentado, respeitando o distanciamento mínimo. Itapeva está na região de Itapetininga, que faz parte do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba, que foi reclassificada nesta sexta-feira (7) da fase laranja para a amarela. No entanto, o governo estadual permite apenas o consumo noturno nos estabelecimentos para regiões que estão há pelo menos 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo. Já para eventos e atividades culturais, o Governo de SP prevê a retomada para regiões que estão há 28 dias na fase 3. Já o comércio do município, segundo a prefeitura, vai poder funcionar de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h e das 19h às 22h. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região Initial plugin text

Confira o telejornal com notícias da região noroeste paulista. Confira o telejornal com notícias da região noroeste paulista.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Sul do Rio de Janeiro e Costa Verde. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Sul do Rio de Janeiro e Costa Verde.
Acidente foi registrado nesta sexta-feira (7), no Bairro Nossa Senhora do Carmo. Uma batida entre moto e carro deixou um homem de 34 anos ferido no fim da manhã desta sexta-feira (7), no Bairro Nossa Senhora do Carmo, em Carmo do Cajuru. Segundo informações da Polícia Militar (PM), uma caminhonete passava um cruzamento entre a Rua Maria Taveira e a Avenida B, pois outro veículo tinha dado passagem. Contudo, a motocicleta ultrapassou o veículo que dava preferência e colidiu com a caminhonete. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para atender a vítima e quando uma equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA) chegou ao local, o motociclista estava inconsciente e em estado gravíssimo. O homem recebeu os primeiros atendimentos, foi imobilizado e encaminhado para a Sala Vermelha do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), em Divinópolis. O nome dele não foi informado pelas autoridades, por isso não foi possível saber o estado de saúde da vítima. Ainda conforme a PM, o condutor da caminhonete não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e foi conduzido à Delegacia. A assessoria da Polícia Civil informou que foi solicitada uma reprodução simulada dos fatos para identificar as circunstâncias do acidente e a suposta responsabilidade do condutor.

Após cidade avançar no Plano São Paulo, prefeitura define novas normas para funcionamento do comércio Prefeitura de Bragança Paulista TV Vanguarda/Reprodução A Prefeitura de Bragança Paulista divulgou na tarde desta sexta-feira (7) as regras que adequam a cidade à fase amarela do Plano São Paulo. As normas passam a valer já a partir deste sábado (8). A evolução da região de Campinas, que abrange Bragança Paulista, no plano foi divulgada pelo Governo do Estado nesta sexta-feira. Pelas novas regras de flexibilização, bares, restaurantes, salões de beleza e academias poderão a funcionar seguindo normas para evitar aglomeração de pessoas e impedir a propagação do coronavírus. Os salões de beleza, barbearias, manicures, estéticas e similares deverão atender o período de funcionamento de 6h diárias. O horário de atendimento fica a critério do profissional, que deve estabelecer o agendamento prévio dos clientes. No local, deve ser fixado um cartaz em uma área visível, com o horário de atendimento definido. As academias, os centros de ginástica, de dança e similares também poderão atender 6h por dia. O atendimento presencial fica limitado a 30% da capacidade do estabelecimento. O local deve fazer agendamento prévio com os alunos. Será permitida apenas aulas e práticas individuais. Igrejas e templos religiosos, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência, shopping center, ambulantes, feiras livres e demais segmentos continuam seguindo o planejamento previamente divulgado. Os estabelecimentos e comércios, classificados como essenciais ou não, devem seguir as regras sanitárias e distanciamento social. Casas noturnas, atividades coletivas, eventos, convenções e atividades culturais ainda não estão permitidas nessa fase.

Assista as matérias dos telejornais da TV Diário. Assista as matérias dos telejornais da TV Diário.

Municípios estavam na fase 2, de cor laranja, no mapa do plano de flexibilização da economia. Itapetininga confirmou avanço para fase amarela do Plano SP Reprodução/TV TEM Cidades da região de Itapetininga confirmaram o avanço para a fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da economia, após o anúncio do governo estadual. Confira os números da pandemia de Covid-19 na região Regiões de Itapetininga e Avaré avançam para a fase amarela do Plano SP Na fase amarela, fica permitido o funcionamento de serviços essenciais, imobiliárias, concessionárias e escritórios. Comércios, shoppings centers, salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais, mas com restrições. No fim de julho, o governo anunciou mudanças nos critérios necessários para que uma região passasse da fase laranja para a amarela. Anteriormente, era necessário que a taxa máxima de ocupação de leitos de UTI fosse de 70%, agora o percentual pode ser de até 75%. Mapa do plano de flexibilização em SP Governo de SP Confira as cidades que confirmaram o avanço de fase: Itapetininga Em um vídeo, a prefeita de Itapetininga, Simone Marquetto, afirmou que a assinatura do decreto que autoriza a flexibilização dos serviços passa a valer a partir de sábado (8). "Investimentos na saúde foram necessários pra segurança da população e agora a gente pede a atenção de todos. Que as pessoas continuem respeitando e tendo consciência. Por mais que tenha fiscalização, orientações, é um ato individual. Use máscara, mantenha distanciamento social e abuse do álcool em gel", disse. Tatuí A prefeitura de Tatuí publicou nesta sexta-feira (7) um novo decreto com a mudança de fase. Bares, restaurantes e lanchonetes precisam medir a temperatura dos clientes, além de manter o distanciamento de dois metros entre mesas e um metro e meio entre clientes. Cada mesa poderá ter no máximo oito pessoas e o atendimento de seis horas por dia poderá ser dividido em dois períodos. Academias devem medir a temperatura dos clientes e o espaçamento deve ser de dois metros por equipamento. Estão proibidas aulas coletivas e atividades com contato físico, além do uso de chuveiro, sauna e hidromassagem. Nos salões de beleza e clínicas de estética é obrigatório o uso de luvas, touca, avental e outros equipamentos de proteção individual. O atendimento será de seis horas por dia e estações de trabalho devem ter distanciamento de dois metros. Para todos os setores valem as mesmas regras sanitárias com o uso de álcool em gel e máscaras. Itapeva Em Itapeva, a prefeitura informou que atividades culturais e o consumo noturno em bares e restaurantes estão permitidos no município. Segundo a prefeitura, o público terá que ficar sentado, respeitando o distanciamento mínimo. Itapeva está na região de Itapetininga, que faz parte do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba, que foi reclassificada nesta sexta-feira da fase laranja para a amarela. No entanto, o governo estadual permite apenas o consumo noturno nos estabelecimentos para regiões que estão há pelo menos 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo. Já para eventos e atividades culturais, o Governo de SP prevê a retomada para regiões que estão há 28 dias na fase 3. Já o comércio do município, segundo a prefeitura, vai poder funcionar de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h e das 19h às 22h. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região Initial plugin text

Na entrada, um funcionário media a temperatura de quem chegava e até fiscalizava o uso da máscara de proteção. Flagrante foi feito pela TV Globo. Alunos de faculdade denunciam que estão tendo aulas presenciais, contra regras do estado As aulas presenciais em escolas, universidades e cursos preparatórios ainda não foram liberadas pelo governo pernambucano, mas, em uma faculdade em Paulista, no Grande Recife, os estudantes estão tendo aulas teóricas e presenciais, desde julho. Isso contraria decretos estaduais publicados para tentar conter o avanço da pandemia (veja vídeo acima). Veja a média móvel da pandemia em Pernambuco Saiba o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Coronavírus: confira perguntas e respostas A Faculdade de Saúde de Paulista tem cursos superiores, técnicos e pós-graduações. Ela fica na Avenida Cláudio Gueiros Leite, a principal do bairro do Janga. Na quinta-feira (6), a reportagem da TV Globo flagrou pessoas com mochilas entrando na instituição. Na entrada, um funcionário media a temperatura de quem chegava e até fiscalizava o uso da máscara de proteção. Uma estudante, que não quis ser identificada, contou que a Fasup suspendeu as aulas em março, seguindo a determinação do governo do estado, mas que as aulas presenciais foram retomadas em julho. "No dia 13 de julho, voltaram as aulas presenciais, que eu sei que estão proibidas. Todas as aulas são teóricas, inclusive teve até apresentação de seminários", disse. Imagens enviadas ao WhatsApp da TV Globo mostram alunas apresentando um seminário dentro da faculdade, no início da semana. Desde o dia 13 de julho, o governo liberou aulas práticas e estágios curriculares presenciais em instituições de ensino superior e de educação profissional e técnica em Pernambuco. Faculdade de Saúde de Paulista funciona sem autorização, em meio à pandemia Reprodução/TV Globo A autorização não é válida para cursos técnicos de nível médio, em escolas técnicas públicas e privadas, e para demais atividades pedagógicas em instituições de ensino superior. Na saída da Fasup, a reportagem conversou com diversas pessoas que estudam no local e todas afirmaram que estão assistindo a aulas presenciais desde julho. Outra pessoa informou que o horário da faculdade foi reduzido. "[A faculdade] disse que a gente ia voltar para as salas de aula, mas ia ter distanciamento e que tinha que usar máscara. Antigamente, as aulas eram das 18h às 22h. Agora, só está das 19h às 21h", afirmou. Uma terceira pessoa, que também estuda no local, disse que sequer sabia que as aulas não tinham sido liberadas no estado, já que a faculdade, que é da área de saúde, convocou os estudantes para as atividades. "Erro é, né? Mas a gente quer terminar. Se abriu, a gente está tomando todos os cuidados. Eu não sabia, pensei que podia [abrir]. Porque a gente tem interesse de trabalhar, para ter o nosso emprego. Se parar, a gente sabe né, prejudica tudo", disse. Respostas Por meio de nota, a Faculdade de Saúde de Paulista informou que está respeitando o decreto do governo e oferecendo apenas atividades práticas aos estudantes da instituição, e que "todas as aulas são para possibilitar a compreensão do aluno no campo da prática". A Fasup disse, ainda, que recebeu visita da Secretaria de Saúde de Paulista, que informou que todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 estão sendo adotados. A prefeitura, por sua vez, disse que não tem como responder se a visita à instituição foi feita, porque o município está em processo de transição de gestão. A Secretaria de Educação de Pernambuco explicou que as aulas em instituições de ensino superior estão suspensas e que o decreto do governo do estado autoriza apenas a realização de aulas práticas e de estágio curricular necessárias para terminar o primeiro semestre letivo, e exclusivamente em cursos de instituições de ensino superior, de formação inicial e continuada ou de qualificação profissional. A pasta informou, ainda, que vai apurar o caso da Fasup. Coronavírus em Pernambuco Pernambuco chega a 102.872 confirmações de casos de Covid-19, somando 6.867 mortes Mais 1.477 casos da Covid-19 e 39 óbitos foram confirmados em Pernambuco nesta sexta-feira (7). Com isso, o estado passou a contabilizar 102.872 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 6.867 mortes, números que começaram a ser registrados desde março, no início da pandemia (veja vídeo acima). Initial plugin text

As atividades do segmento foram liberadas pelo prefeito Romero Rodrigues, nesta sexta-feira (7), e devem ser retomadas a partir da próxima sexta (14). Prefeitura de Campina publica cartilha com normas para retomada do setor de eventos PMCG/Divulgação A prefeitura de Campina Grande publicou, na noite desta sexta-feira (7), uma cartilha com normas para a realização de eventos na cidade. As atividades do setor foram liberadas pelo Romero Rodrigues e devem ser retomadas a partir da próxima sexta (14). Prefeito de Campina Grande autoriza retomada do setor de eventos na cidade Cartilha para retomada de eventos O documento mostra que a cidade obedecerá a quatro etapas de progressão de limites de público. O material aponta protocolos gerais para a realização dos eventos, divididos em seis partes: higiene distanciamento social monitoramento de informações progressão de limites de público cuidados específicos no local de trabalho cuidados específicos para colaboradores Progressão de limites de público Protocolos de higiene Acesso de participantes permitido apenas com uso de máscaras; Acesso do hall de entrada do evento com tapete contendo produto desinfetante; Medição de temperatura nos acessos ao evento, com impedimento de entrada para casos com temperatura superior a 37,8º; Proibido o uso de bebedouros sem a disponibilização de copos descartáveis; Oferecimento de álcool em gel ou unidade de higienização (pia ou dispenser sanitário) em locais estratégicos da área de eventos; Higienizar com álcool 70%, ou água sanitária, locais de maior permanência ou manuseio dos participantes e colaboradores no mínimo 3 vezes ao dia (balcões, vitrines, limite de stands); Acessos com circulação livres de toque, sem uso de maçanetas pelos participantes, com exceção de acesso a áreas internas, restritas e sanitários; Manter um ciclo de limpeza de ventiladores e ar-condicionado não superior a 15 dias e sempre realizar limpeza antes da realização dos eventos; Não compartilhar utensílios pessoais; Uso de EPIs obrigatório a todos os colaboradores, inclusive luvas, sendo o uso de protetor acrílico facial obrigado a todos os que mantiverem contato com participantes sem o intermédio de barreiras físicas; A higienização de áreas de caixa/financeiro deve ser feita, no mínimo, uma vez a cada turno e sempre na troca de colaboradores; Caso as mesas e cadeiras estejam em áreas de circulação de pessoas, estas devem ser limpas pelo menos duas vezes ao dia, independente do uso; Instalação de pias para lavagem das mãos também na área externa aos sanitários; Disponibilização de guardanapos embalados de uso individual nas áreas de alimentação; Preferência ao uso de meios digitais de pagamento; Proibido ações de panfletagem. Distanciamento social Distanciamento mínimo de 1,5 metro entre colaboradores e participantes, quando não for possível criação de barreira física; Priorização de reuniões e atendimento ao público por meios digitais e reuniões virtuais; Demarcação no chão dos espaços das filas, obedecendo distanciamento mínimo de 1,5m; Acesso controlado, evitando a utilização de um mesmo acesso como entrada e saída, bem como circulação cruzada em áreas internas; Escalonamento de equipes nos horários de trabalho, reduzindo interação entre grupos; Criação de barreira física entre atendente e participante, ou distância mínima de 1,5 metro; Evitar apertos de mão, abraços e contatos próximos; Colaboradores do grupo de risco afastados para teletrabalho, em home office; Quando não for possível o distanciamento das mesas, a ocupação destas deve ser de forma alternada; Priorização ao atendimento de serviços de alimentação em áreas externas; É facultativo a estipulação de tempo máximo de permanência dos participantes nos eventos, favorecendo o acesso a outros participantes; Mesas limitadas ao atendimento de até seis pessoas simultaneamente; Acesso aos eventos negado para pessoas do grupo de risco; Todos os eventos devem apresentar plano de saída escalonada de público; Acesso por self-check in pela internet, não em totens, para congressos e reuniões de negócio; Suspensão do serviço de manobrista; Abertura antecipada, de no mínimo de 2h antes do evento; Monitoramento continuado da contagem de público, mantendo a taxa de ocupação inferior aos parâmetros indicados na Progressão de Limite de Público; Em eventos de auditório, utilizar alternância de cadeiras quando não for possível o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre elas; Planejamento de saída do público de forma escalonada, com indicação nos tickets (preferencialmente digitais); Não autorizar o atendimento de público no camarim. Denúncias sobre o descumprimento das regras podem ser feitas ao Procon Municipal pelos telefones 151, (83) 98185-8168, 98186-3609 e 98123-0749. As empresas serão notificadas e poderão ter as atividades encerradas imediatamente.

Após apuração, foi constatado que não há disponibilização de veículos em pleno funcionamento para os profissionais. O G1 entrou em contato com o Executivo. Sede dos conselhos tutelares de Juiz de Fora Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação A Vara da Infância e da Juventude determinou que a Prefeitura de Juiz de Fora disponibilize um carro com motorista, exclusivamente, para cada um dos três Conselhos Tutelares da cidade e, também, para o plantão dos profissionais. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a indicação ocorreu após pedido de tutela de urgência apresentado pela 10ª Promotoria de Justiça, em uma Ação Civil Pública (ACP). Segundo o órgão, após apuração, foi constatado que não há disponibilização de veículos em pleno funcionamento para cada um dos Conselhos Tutelares da cidade, o que compromete o desempenho dos conselheiros. O G1 entrou em contato com a Administração, que informou que "vai aguardar a decisão chegar para depois se manifestar". Se não cumprir a determinação, o Executivo pode sofrer uma multa diária, que não teve o valor divulgado. No início do ano, os novos conselheiros tutelares eleitos tomaram posse em Juiz de Fora após uma série de imbróglios. Veja também: Justiça determina suspensão da posse dos novos conselheiros tutelares eleitos Candidatas pedem anulação de eleição para conselheiros tutelares em Juiz de Fora Investigação Conforme investigado, o carro da região Centro/Norte está impossibilitado de ser usado; o da região Leste precisa de manutenção e o do plantão noturno está parado na revisão há mais de um ano. Assim, um único veículo – o do Conselho Tutelar Sul/Oeste – é utilizado em todos os atendimentos e também precisa de reparos. A Promotoria também informou que constatou, a ausência de auxiliar administrativo e a falta de equipamentos e de materiais básicos para a realização do trabalho. Ainda segundo a ação, desde o mês de fevereiro, a Promotoria tem recebido informações sobre a indisponibilidade dos veículos. "Os Conselhos Tutelares não podem ter a atuação - que depende muito de diligências externas, como visitas domiciliares -, obstada ou diminuída pela ausência ou dificuldade de locomoção", explicou a promotora de Justiça Samyra Ribeiro Namen. A decisão judicial também destacou a prioridade absoluta que deve ser dada pelo Estado ao atendimento de crianças e adolescentes e o perigo de dano, caso não sejam adotadas as medidas necessárias. "Haverá prejuízos e riscos assistenciais não só aos direitos das crianças e dos adolescentes, como também aos direitos dos servidores públicos, principalmente se considerarmos as inúmeras diligências externas e urgentes realizadas no período de isolamento social", pontuou o documento.

Foram localizadas 185 unidades em um caminhão. No dia anterior, corporação já havia recuperado uma carga avaliada em R$ 300 mil e detido sete pessoas. Pneus apreendidos em São Pedro: segunda operação do tipo na semana Divulgação/ Polícia Militar Policiais militares apreenderam uma carga com 185 pneus roubados, nesta sexta-feira (SP), em São Pedro (SP). É o seguindo dia seguido que a corporação realiza este tipo de apreensão. Na quarta-feira, foi recuperada uma carga avaliada em R$ 300 mil e detidas sete pessoas. De acordo com o registro da ocorrência, o caso desta sexta ocorreu na Rua José Nunes de Moraes, no bairro Colinas de São Pedro, por volta das 13h40. Em patrulhamento, PMs avistaram um caminhão com placas de São Paulo que estava com um pneu dianteiro furado e carregado com pneus. Além disso, a placa do semi-reboque estava com o lacre rompido, o caminhão estava com a placa sem o lacre e na cabine foram localizadas duas placas originais do caminhão. Uma vez que no dia anterior havia ocorrido apreensão de pneus idênticos e da mesma marca, os PMs fizeram contato com a empresa fabricante, que forneceu filmagem que mostra um veículo semelhante, para auxílio nas investigações. Entre os pneus apreendidos, 162 são de caminhão, oito de SUV e 15 de carro. Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Mato Grosso do Sul. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Mato Grosso do Sul.

Restrições incluem suspensão do transporte coletivo municipal e intermunicipal. SC ultrapassa a marca dos 100 mil casos de Covid-19 e tem 1,4 mil mortes O governo de Santa Catarina anunciou na noite desta sexta-feira (7) a ampliação do prazo das medidas de prevenção ao contágio do coronavírus nas oito regiões catarinenes consideradas em situação gravíssima para a doença. Um decreto será publicado no Diário Oficial do Estado. As restrições são: suspensão do transporte coletivo urbano municipal e intermunicipal de passageiros por sete dias a partir de segunda-feira (10) suspensão da concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças e praias, por sete dias a partir de sábado (8) As medidas valem para as seguintes regiões: Alto Vale do Itajaí Médio Vale do Itajaí Foz do Rio Itajaí Nordeste Carbonífera Extremo Sul Alto Vale do Rio do Peixe Meio Oeste SC tem oito regiões em situação grave e oito em regiões gravíssima Arte NSC TV/Reprodução Essas regiões representam 133 municípios catarinenses e 55,5% da população do estado. O governo do estado autorizou a volta do transporte coletivo nas demais regiões de Santa Catarina, classificadas como em risco grave para a doença. De acordo com o poder executivo, as prefeituras, porém, podem restringir a atividade. Outras medidas O novo decreto também menciona regras que valem para todo o estado. São elas: suspensão por mais 14 dias de atividades culturais, como cinemas, museus e shows, e da abertura de casas noturnas competições esportivas estão liberadas por 14 dias, mas sem a presença do público e seguindo regras do Centro de Operação de Emergência em Saúde aulas presenciais dos ensinos infantil, fundamental, médio e da educação de jovens e adultos seguem proibidas até 7 de setembro nas redes pública e privada De acordo com o governo do estado, o novo decreto menciona ainda regras de testagem, monitoramento e rastreabilidade de contatos em casos de coronavírus nas empresas. O Diário Oficial do Estado não havia sido publicado até a última atualização desta notícia. Desde 17 de julho, o governo tem anunciado um novo decreto com restrições de prevenção ao coronavírus. Nesta sexta, o estado ultrapassou a marca de 100 mil casos confirmados, com 1,4 mil mortes. Cidades em cada região Confira abaixo todas as cidades localizadas em cada região que precisa seguir as determinações do decreto desta sexta. Extremo Sul Araranguá Balneário Arroio do Silva Balneário Gaivota Ermo Jacinto Machado Maracajá Meleiro Morro Grande Passo de Torres Praia Grande Santa Rosa do Sul São João do Sul Sombrio Timbé do Sul Turvo Meio-Oeste Abdon Batista Água Doce Brunópolis Campos Novos Capinzal Catanduvas Celso Ramos Erval Velho Herval d'Oeste Ibicaré Jaborá Joaçaba Lacerdópolis Luzerna Monte Carlo Ouro Treze Tílias Vargem Vargem Bonita Zortéa Carbonífera Balneário Rincão Cocal do Sul Criciúma Forquilhinha Içara Lauro Müller Morro da Fumaça Nova Veneza Orleans Siderópolis Treviso Urussanga Médio Vale do Itajaí Apiúna Ascurra Benedito Novo Blumenau Botuverá Brusque Doutor Pedrinho Gaspar Guabiruba Indaial Pomerode Rio dos Cedros Rodeio Timbó Foz do Rio Itajaí Balneário Camboriú Bombinhas Camboriú Ilhota Itajaí Itapema Luiz Alves Navegantes Penha Balneário Piçarras Porto Belo Nordeste Araquari Balneário Barra do Sul Barra Velha Corupá Garuva Guaramirim Itapoá Jaraguá do Sul Joinville Massaranduba São Francisco do Sul São João do Itaperiú Schroeder Alto Vale do Itajaí Agrolândia Agronômica Atalanta Aurora Braço do Trombudo Chapadão do Lageado Dona Emma Ibirama Imbuia Ituporanga José Boiteux Laurentino Lontras Mirim Doce Petrolândia Pouso Redondo Presidente Getúlio Presidente Nereu Rio do Campo Rio do Oeste Rio do Sul Salete Santa Terezinha Taió Trombudo Central Vidal Ramos Vitor Meireles Witmarsum Alto Vale do Rio do Peixe Arroio Trinta Caçador Calmon Curitibanos Fraiburgo Frei Rogério Ibiam Iomerê Lebon Régis Macieira Matos Costa Pinheiro Preto Ponte Alta do Norte Rio das Antas Salto Veloso Santa Cecília São Cristóvão do Sul Tangará Timbó Grande Videira Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 SC

Os dois homens foram detidos e devem responder pelo crime de estelionato. Polícia Civil prende suspeitos por golpe do cartão em São Lourenço A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (7) em São Lourenço dois homens suspeitos de aplicar golpes de cartão na região. Os homens de 22 e 28 anos foram presos em flagrante nas proximidades do mercado municipal. A polícia chegou aos suspeitos depois que duas vítimas denunciaram o caso. A dupla ainda estaria aplicando o golpe em Itajubá. Com os homens foram encontrados sete máquinas de cartão de crédito, celulares, maconha e material para uso desta droga, além de R$ 400 em dinheiro. O delegado Marcelo Junqueira explicou como o golpe era aplicado era aplicado pelos suspeitos para conseguir fazer vítimas. “O modus operandi da quadrilha se dava a partir da pré escolha e identificação de vítimas vulneráveis, contatadas por telefone, sendo informadas sobre suposta compra feita no cartão de crédito. A vítima então informava que não havia feito a compra e [era] alertada quando a necessidade de cancelamento e análise do cartão. Eram informadas ainda que um suposto funcionário de banco iria até a residência para recolher o cartão”, explicou. O delegado Marcelo Junqueira explicou como o golpe era aplicado em São Lourenço (MG) Reprodução/EPTV Junqueira destacou que após o recolhimento do cartão, as fraudes eram efetuadas pelos suspeitos. “Nesse período [em que o suposto funcionário se dirigia até a casa da vítima] as pessoas eram mantidas na ligação, sendo ludibriadas a fornecer diversas informações pessoais e inclusive teclar a senha do cartão. No momento que o [suposto] funcionário do banco chegava a residência, ele recolhia o cartão e, com posse da senha, efetuava diversos saques e transferências, causando prejuízo às vítimas”, salientou. Os detidos foram encaminhados para o presídio. Eles devem responder pelo crime de estelionato. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

Região totalizou 1.520 mortes causadas pela doença e ultrapassou marca de 30,5 mil recuperados nesta sexta-feira (7). Baixada Santista registra 696 casos de Covid-19 em 24h e ultrapassa marca de 41 mil confirmações Foto: AFP A Baixada Santista, região de São Paulo, ultrapassou a marca de 41 mil casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, nesta sexta-feira (7), após registrar 696 confirmações em 24 horas. Segundo os boletins divulgados pelas prefeituras das nove cidades, a região totaliza 41.651 confirmações e 1.520 mortes causadas pela Covid-19. Ao todo, são 3.511 casos suspeitos, 91 mortes sob investigação e 30.541 pacientes que se recuperaram. VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar; entenda em detalhes Santos permanece sendo a cidade com o maior número de casos, óbitos e internações em toda a região. Apesar do aumento de novos casos, com 263 confirmações em 24 horas, o número de pacientes internados na rede hospitalar da cidade permanece estável. Ao todo, são 239 pacientes com sintomas da doença, destes 122 são moradores de Santos e 117 de outros municípios. As nove cidades da Baixada Santista registraram novos casos da doença. Santos, Praia Grande, Guarujá, São Vicente e Mongaguá registraram novas mortes causadas pela Covid-19, 20 ao todo. Também foram contabilizados novos pacientes recuperados. De acordo com os boletins das nove cidades, nesta quinta, a região chegou a mais de 30,5 mil altas. Confira os casos na Baixada Santista * O número de internados em Cubatão é referente apenas a pacientes de UTI, conforme é repassado pela prefeitura. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1

Assista aos vídeos do telejornal. Assista aos vídeos do telejornal.

Assista aos vídeos do telejornal com notícias do centro-oeste paulista. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do centro-oeste paulista.

Reveja as reportagens do telejornal com os destaques da região. Reveja as reportagens do telejornal com os destaques da região.

Dados são contabilizados com base nos boletins divulgados pelos municípios. Confira as últimas notícias sobre o coronavírus na região Hellen Souza/ Arte-G1 A Veja os dados sobre o coronavírus nas principais municípios do Leste e Nordeste de Minas Gerais, na área de cobertura do G1 Vales de Minas Gerais, nesta sexta-feira (7). O levantamento é feito junto às Secretarias Municipais de Saúde. Os casos nos outros municípios da região continuam sendo atualizados diariamente a partir de informações da Secretaria Estadual de Saúde. Para consultar a situação em cada local basta acessar o mapa do G1. A tabela abaixo traz os dados de casos suspeitos, confirmados, descartados e óbitos divulgados pelas prefeituras. Dados de coronavírus por prefeituras das principais cidades *Um paciente que morreu estava com Covid-19, porém a causa da morte foi por Acidente Vascular Cerebral (AVC). Casos O G1 acompanha, diariamente, o número de casos confirmados pelas prefeituras das principais cidades da região. Veja no gráfico abaixo a evolução dos números. Até esta sexta-feira, 17.851 casos foram confirmados. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.